Indicadores Estratégicos

5 de junho de 2020 - Indicadores Estratégicos, Planejamento Estratégico Pessoal

Indicadores Estratégicos

Os Indicadores Estratégicos são instrumentos de gestão essenciais nas atividades de monitoramento e avaliação dos planos de ação e visam a medir se os resultados almejados estão sendo alcançados, se os prazos estão sendo cumpridos e se os recursos alocados estão de acordo com o que foi previsto.

William Edwards Deming

De acordo com William Edwards Deming, que foi um estatístico, professor universitário, autor, palestrante e consultor estadunidense, “Não se gerencia o que não se mede, não se mede o que não se define, não se define o que não se entende, e não há sucesso no que não se gerencia”.

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), por exemplo, é um indicador da riqueza, da educação e da longevidade da população de um país em comparação aos outros países. Por meio dele, pode-se avaliar se os programas sociais de um governo são bem-sucedidos.

Outro exemplo é a sua conta de luz: ela é o indicador de quanto você gasta mensalmente com energia elétrica. Se uma das suas metas é reduzir esse consumo (o bolso e o planeta agradecem), é a conta de luz que informará, mês a mês, se a meta está sendo cumprida. 

Conta Energia Elétrica - Celesc

Indicadores mostram o que está indo bem e o que precisa ser ajustado durante a execução dos objetivos e metas. Assim, você não precisa chegar ao fim do prazo estipulado para descobrir se conseguiu atendê-los. Em vez disso, pode avaliar seu progresso durante o caminho e fazer as correções necessárias, poupando tempo e evitando frustrações.

Indicadores são essenciais para manter a motivação e a perseverança. São eles que fazem a diferença entre aquela listinha anotada na primeira folha da agenda e um plano real de mudança de vida. Estão intimamente ligados aos objetivos e metas, quase confundindo-se com eles. A distinção principal reside na quantificação que oferecem, seja na forma de números absolutos, percentuais ou gráficos.

Tipos de Indicadores

Os principais indicadores estratégicos podem ser classificados em três grupos: de impacto, de efetividade e de desempenho e operacional.

Indicadores de Impacto

Estes medem o resultado global conseguido após ter alcançado um determinado objetivo estratégico. Isto é, medem se, de fato, o plano de ação conquistou seu propósito central. Portanto, sua medição só poderá ser realizada em um certo período após a conclusão do plano.

Imagine, por exemplo, um objetivo de redução dos custos com energia elétrica. Assim que as ações de redução de custo são implantadas, ainda não é possível saber se a redução foi atingida — é necessário definir um período após a conclusão para avaliar se o objetivo de redução foi realmente atingido.

Indicadores de Efetividade

Estes indicadores medem os resultados dos objetivos propostos em um determinando período de tempo em relação às circunstâncias apontadas como justificativas no Diagrama Canvas ou no Plano de Ação. 

Ao final da execução do plano de ação, o que buscamos observar com os indicadores de efetividade é quais foram as contribuições dos resultados obtidos. Vamos nos perguntar, por exemplo:

Os resultados obtidos melhoraram a minha situação financeira? Recuperam o equilíbrio entre os aspectos pessoais, profissionais, qualidade de vida e relacionamentos? Houve mudanças significativas nos meus hábitos alimentares? E na prática de atividades físicas? 

Evidentemente, essas perguntas e a forma de medir a efetividade dos resultados alcançados dependerão de quais foram as razões que justificaram o estabelecimento de cada objetivo estratégico.

Indicadores Operacionais

São aqueles medidos durante a execução do plano de ação, tendo como alvo as atividades e os recursos alocados a essas atividades. Dessa forma, eles sinalizam a situação em que se encontra o plano de ação, quando se considera aquilo que foi previsto e o que foi efetivamente realizado.

O monitoramento dos indicadores de projetos é realizado periodicamente, ao longo de todo o projeto. Certas ferramentas de gerenciamento de projetos, como o Project Builder, ajudam nesse acompanhamento e já geram essas informações automaticamente. Dois exemplos comuns de monitoramento de desempenho operacional do plano de ação são o CPI (Cost Performance Index), que compara os custos previstos e realizados e o SPI (Schedule Performance Index), que compara os prazos previstos e realizados.

Os Indicadores Estratégicos podem adotar o formato de taxas, números, índices, gráficos, diagramas, cronogramas, etc.

Como Especificar Indicadores Estratégicos

Para a especificação de Indicadores Estratégicos, você deve identificar as seguintes informações:

1. Objetivo de:

Refere-se ao nome de quem estabeleceu o objetivo. Exemplo: Jorge da Silva.

2. Dimensão:

Refere-se à Dimensão da Roda da Vida na qual se classifica o objetivo. Exemplo: Dimensão Profissional.

3. Assunto:

Refere-se ao Assunto da Roda da Vida ao qual está vinculado o objetivo. Exemplo: Situação Financeira.

4. Descrição do Objetivo:

Consiste na descrição do objetivo estratégico ao qual estará vinculado o Indicador Estratégico. Exemplo: praticar atividades físicas em uma academia, três dias por semana, com sessões de uma hora, além de caminhadas diárias de trinta minutos por dia, entre as 18h e 20h, na beira-mar, iniciando em abril de 2020.

5. Descrição do Indicador:

Corresponde a uma breve descrição do indicador que está sendo especificado. Exemplo: comparação do número de dias previstos e realizados de prática de exercícios físicos, tanto na academia quanto por caminhadas, em relação a uma data específica.

6. Forma de Acompanhamento do Indicador:

Estabelece o tipo de instrumento por meio do qual o Indicador Estratégico será acompanhado. Exemplo: gráfico de barras horizontais, mostrando os dias de atraso no início da prática de exercícios físicos na academia e das caminhadas.

7. Frequência de Apuração do Indicador:

Consiste em estabelecer a frequência com que o indicador será apurado. Exemplo: uma única vez, a partir do momento em que tenham sido iniciadas as duas atividades previstas no plano de ação.

8. Fórmula de Cálculo do Indicador:

Esta informação descreve a forma como será calculado o indicador. Exemplos:

a) número de dias entre as datas de início previsto e efetivo dos exercícios na academia;

b) número de dias entre as datas de início previsto e efetivo das caminhadas.

9. Fontes de Informação:

Consiste em identificar a origem das informações necessárias para calcular o indicador. Por exemplo:

a) a informação referente às datas de início previsto das atividades na academia e das caminhadas consta do plano de ação do objetivo;

b) a informação referente às datas de início efetivo das atividades na academia e das caminhadas deve ser obtida a partir de registros do próprio usuário.

10. Instrumento(s) de Suporte:

Consiste em identificar as ferramentas ou aplicativos que serão utilizados para calcular e acompanhar a evolução do indicador. Exemplo: planilha do Excel.

11. Visualização do Indicador:

Trata-se de apresentar uma imagem que permita conhecer como o indicador será visualizado pelo interessado. 

12. Observações Adicionais:

Por fim, devem ser definidas algumas informações adicionais, não consideradas nos itens anteriores, que sejam consideradas relevantes para o entendimento ou cálculo do indicador.

Veja, a seguir, um exemplo de especificação de um Indicador Estratégico.

Exemplo Indicadores Estratégicos

Uma Mensagem Final

A PERSPECTIVA Consultores Associados estuda e pesquisa este tema há muito tempo, e tem plena convicção de quanto o Planejamento Estratégico Pessoal pode ser útil e importante para um grande número de pessoas.

É exatamente essa convicção que nos levou a decidir desenvolver um Programa de Planejamento Estratégico Pessoal, o qual visa a auxiliar aquelas pessoas que sentem alguma dificuldade para elaborar seu Plano Estratégico Pessoal sozinhas.

O Programa é composto por seis etapas e dezoito módulos sequenciais que abordam todos os aspectos envolvidos no processo de elaboração do Plano de Vida ou Plano Estratégico Pessoal.

Esperamos que o conteúdo deste post tenha sido de seu interesse, estimulando-o a conhecer outros assuntos vinculados ao processo de Planejamento Estratégico Pessoal.

Por favor, deixe seus comentários abaixo. Eles serão sempre do nosso interesse e de todos nossos leitores, ajudando-nos a melhorar de forma continua o conteúdo do blog. 🙂

🎯 Planejamento Estratégico Pessoal

Torne-se o Arquiteto do seu Próprio Destino

Para pessoas que sentem alguma dificuldade para elaborar seu Planejamento Estratégico Pessoal sozinhas, a Perspectiva Consultores Associados desenvolveu um Programa que constitui um guia passo a passo que conduzirá o participante no processo de elaboração do seu Plano Estratégico Pessoal, através de “deveres de casa”, que serão propostos nas diversas Fases do Programa.

Saiba mais sobre o Programa

Deixe seu comentário